Amizade na poltrona mole

Há muito tempo você ouviu que amizades verdadeiras são formadas até os 20 anos e pensou: “Que bobagem! Quem gostaria de se enterrar antes do tempo?” Esse sempre foi o seu sentimento, a renovação das amizades é a renovação da vida. Ao longo dos anos, você ganhou novos amigos e alguns permaneceram habitantes de seu pote de ouro, a maior riqueza que salvaria dos incêndios do passar do tempo. O pote não é grande, mas ninguém teve de sair para a chegada de outros. E eles chegam. Devagarinho, sem muito alarde, uma mensagem aqui, um longo telefonema lá e, quando você percebe, mais uma poltrona mole (aquela do Sergio Rodrigues) foi ocupada, com pufe e tudo. O riso é fácil e a vida ganha cor, seja em toda essa explicação, seja na lista de livros que você tem de ler, isso se conseguir comprá-los. Se não conseguir, tudo bem, ela deve ter e, se não tiver, ela saberá a razão de ser. Até porque alguém que faz uma tatoo por ano, sabe das coisas, não é verdade? Você riu muito quando a sua amiga disse que não vai tatuar o rosto porque é “burra, não louca.” Mas é aí que vocês discordam fundamentalmente: Ela não é burra, é louca! E uma das melhores coisas é ter amigos loucos, que sabem que a vida é à sério, mas não precisa ser séria. Amiga que coloca a mão na massa (não a da cozinha, que ela não sabe nem onde fica) com você e ajuda nos momentos mais complicados do dia. Às vezes, ela comenta que não sabe dizer não, mas é tão bom dizer sim! Sim à vida, sim aos amigos, sim às histórias engraçadas, sim aos extremos! Sua amiga ama os extremos e odeia a área cinzenta do meio-termo. É tão divertido assistir a briga entre “amos” e “odeios”. Ela ama o baleiro, mas odeia balas. Ela odeia o desmilinguido Chris, mas ama o adolescente Adam. Coisas de menina. Como a coleção de esmaltes, os três armários de produtos para cabelos, as 15 gavetas de maquiagem. Agora, cuidado! Se ela for gritar com alguém sua voz alcançará a potência de 20 decibéis (é claro que eu pesquisei!), o mesmo de uma brisa entre as árvores. Em toda a sua grandeza de espírito, sua amiga sentou-se na poltrona mole, tirou os sapatos, esticou as pernas no pufe e disse: “daqui não saio”. Nem eu quero que tirem. Feliz 2012.

Anúncios

3 pensamentos sobre “Amizade na poltrona mole

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s