A música de um carnaval distante

Quem é você?

‑ Adivinha, se gosta de mim!

Hoje os dois mascarados
Procuram os seus namorados
Perguntando assim:

‑ Quem é você, diga logo…
‑ Que eu quero saber o seu jogo…
‑ Que eu quero morrer no seu bloco…
‑ Que eu quero me arder no seu fogo.

‑ Eu sou seresteiro,
Poeta e cantor.
‑ O meu tempo inteiro
Só zombo do amor.
‑ Eu tenho um pandeiro.
‑ Só quero um violão.
‑ Eu nado em dinheiro.
‑ Não tenho um tostão.
Fui porta-estandarte,
Não sei mais dançar.
‑ Eu, modéstia à parte,
Nasci pra sambar.
‑Eu sou tão menina…
‑ Meu tempo passou…
‑ Eu sou Colombina!
‑ Eu sou Pierrô!

Mas é Carnaval!
Não me diga mais quem é você!
Amanhã tudo volta ao normal.
Deixa a festa acabar,
Deixa o barco correr.

Deixa o dia raiar, que hoje eu sou
Da maneira que você me quer.
O que você pedir eu lhe dou,
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!
Seja você quem for,
Seja o que Deus quiser!

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s