Audiência

Em Botafogo, no caixa da loja de produtos de cabelereiros, pergunto o preço de dois secadores de cabelo, mesma marca, mesma potência, mesmos íons, nomes de produto diferentes.

– Qual? o da Monalisa?

– Que Monalisa? – não tinha retrato de ninguém na caixa.

– A da novela…

– Ah… Tanto faz, qual a diferença de um para o outro?

– Um é da Monalisa e o outro não. É que aparece na novela…

– E qual o preço deles?

– O da Monalisa é 385 reais e o outro é 295 reais.

– Caramba! Que diferença!

– E aquele modelo da Monalisa tem um igual só que é todo preto – o que estava no mostruário era preto e laranja – e custa 300 reais só porque não aparece na novela.

– E qual a diferença entre os dois modelos da prateleira? O que um faz diferente do outro?

– …

– Tá bom, obrigada.

Saí da loja muito impressionada porque um era o modelo da Monalisa, apesar de ter nome de produto e nenhuma Mona Lisa aparecer em sua caixa, nem a da novela nem a do Da Vinci, e custava cem reais a mais do que o outro apenas por isso. Nunca duvidei da força da TV em nosso país, muito menos da Globo, mas fiquei perturbada quando essa força toda se materializou na minha frente na tarde de uma quinta-feira. Para o bem e para o mal.

Anúncios