Menina na Estrada

O que te faz sorrir sem motivo, menina na estrada? Para aonde voa teu pensamento nos momentos de pasmaceira, onde ele pousa, para aonde viaja? Como pulas em um pé só, saltitas alegremente, sem dor no coração, como levas tamanha inocência em ti mesma, quando o vento balança teus cabelos na curva da rua, menina na estrada? O que olhas com tanto interesse no chão por aonde vais, o que te chama a atenção? Como imaginas o dia de amanhã, por que paras de repente, por que olhas sobre teu ombro, por que te assustas? E ainda, mesmo assustada, como prossegues em frente, menina na estrada? Como te sentes ao caminhar a rua de terra batida, em direção à loja de doces onde escolhes o brigadeiro macio, o sorves a pequenas mordidas, e deleita-te com o sabor único de primeira vez, menina na estrada? Como chegastes aí? Quantas cordas já pulastes, quantos desvios fizestes? Como consegues olhar pelos vidros da loja e enxergar sol lá fora, após tanta tempestade? O que te faz sorrir sem motivo, menina na estrada?

Anúncios

Comente aqui

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s